O que é Hatha Yoga

O QUE É HATHA YOGA? por Marta Molinero

Se quisermos definir tecnicamente, faríamos a divisão do nome: Ha – Tha, que quer dizer opostos: yin e yang, feminino e masculino, os dois lados de qualquer realidade humana e cósmica, dia e noite, luz e sombra… A aplicação do Hatha yoga no nosso dia-a-dia nos leva a pensar seriamente sobre esta técnica-ciência, reeducação físico-psicológico-espiritual. Sem ser ela uma religião, nem uma doutrina, ela nos dá as bases para o nosso desenvolvimento completo como seres humanos divinos que somos.

Nosso lado espiritual é aquele que nos coloca frente a frente com a nossa consciência superior. A prática das posturas (exercícios especiais e específicos) proporcionam oportunidade para tal, além das outras que são mais tangíveis ao plano de nosso corpo físico-material.

Em cada postura de Hatha Yoga, teremos um efeito físico e muscular real, que pode ser percebido depois de uma primeira aula, onde a respiração será o veículo consciente de cada uma delas. Claro, não existe “mágica”; existe dedicação e, sobretudo, presença de atitude nesta prática milenar.

Quando se busca fazer yoga, geralmente começamos pela parte das posturas, aprendendo a entrar em contato com a nossa respiração. Algo que não é “novidade”, pois respirar é um fato tão básico que, se pararmos, morreremos. Daí então essa consciência respiratória é o primeiro passo para essa “presença”.

As posturas de yoga nos colocam em contato com as nossas simplicidades humanas, paralelamente à grandiosidade do existir!

Damos-nos conta do funcionamento de nosso corpo, de dentro para fora, começamos a entender determinadas dores físicas e emocionais, e sabemos, num nível mais profundo, como nos comunicar com o nosso interior. A concentração se desenvolve naturalmente, com a prática de cada postura realizada na aula. Teremos resultados diários, seguros e certos. Saberemos o que nosso corpo precisa, a quantidade de movimentos e alongamentos. Saberemos quando a postura nos diz de nossa limitação. Aprenderemos a respeitar e aceitar a linguagem físico-corporal-emocional.

O que pretendemos com esta técnica? Na verdade, seria no fundo, nada além dela mesma: presença e concentração, isso é fazer yoga. Claro, sendo um sistema de reeducação, diríamos que precisamos manter atenção (chamada de atenção central), humildade para aceitar nossas barreiras, sejam elas de qualquer ordem, e acreditar em nós mesmos, como pessoas capazes de transformar aquilo que nosso ser está pedindo.

O Hatha Yoga, além das maravilhas que a técnica em si mesma proporciona, é um convite a um mergulho nas profundezas, no âmago de cada um. A parte mais convidativa neste aspecto é a que nos leva a pensar e praticar os nossos valores éticos, chamada de Yamas e Niyamas. Tudo começa, tranquila e profundamente, com a técnica “corporal” de Hatha Yoga: posturas e respirações, alongamentos próprios dos exercícios, relaxamentos, meditação… Uma coisa leva a outra, simples e naturalmente, como é o yoga. Cada postura de yoga, chamada de ásana, conduz à verdade da definição do yoga: uma postura de vida.

Namaste!